terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Ser ou não ser descartável...eis a questão...

ATENÇÃO:isso e um desabafo,não uma noticia...por favor encarem como tal...
Essa semana alguns acontecimentos gerais me fizeram enxergar as pessoas,e consequentemente as suas atitudes, de maneira diferente,pra resumir a historia,um amigo meu foi "retirado" do poder para que outra pessoa assumisse em seu lugar,simplesmente por ser parente de quem estava acima,no "poder supremo"-a vida é uma festa que eu não foi convidado,e se fosse rasgaria o convite...

Além da hipocrisia costumeira,das pessoas que abraçaram esse meu amigo-as mesmas que pediram sua cabeça-o que mais me deixou "perplecto",foi perceber o quanto nós humanos mortais que não temos "sangue real" somos obsoletos e descartáveis...a algum tempo atrás esse meu amigo era "útil" para eles pois serviria a um propósito ,serviria pra destituir outra pessoa do poder,e hoje,depois de ter feito o que eles queriam,ele é retirado sem pestanejar...

E ai que ficam as perguntas:
-Vai ser pra sempre assim?
-Por que permitimos que nos usem de uma maneira tão promiscua?
-Por que nos falta um pouco de amor próprio,o suficiente para retrucar?
-Por que deixamos nossa honra de lado e não lutamos para conseguir a justiça?

Talvez a resposta esteja aqui:
-Por causa de um bem maior, e eu acredito piamente nisso!!!

Meu amigo provavelmente responderá assim,e eu entendo o lado dele,me sinto traído pelo que fizeram ,principalmente por ser um dos poucos que eu conheço que tem um carácter irrefutável,senti como se o "tiro" tivesse atravessado o meu peito e não o dele...

Eu acredito na justiça,sei que ela tarda,e quase sempre falha,mas por mais que eu não queira acreditar,tenho um "pressentimento" de que acabaremos bem...não de que tudo voltará ao normal,isso não tem mais volta,ma acredito e quero acreditar que cada pessoa terá no final aquilo que merece,apesar do grande histórico de impunidade do nosso país (em todas as esferas...)

Então amiguinhos,que conseguir não ser guiado pela emoção-a não ser que ache que vale a pena-não se permita ficar cego,porque eles te roubarão dinheiro,a comida e te massacrarão....

Aqueles que sonham,e que procuram o "Bem-maior",só se prendam nesse bem,e ignore palavras do homem...

CUIDADO

por: Filipe Pereira


4 comentários:

Mas será o Benedito?! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mas será o Benedito?! disse...

Sei lá, se formos pensar nisso, veremos que o ser humano é descartável por outros aspectos também:

*O nosso corpo é descartável...como diria mamãe, pra morrer só precisamos estar vivos!

*As nossas mentes também são (muito embora algumas sejam insubstituíveis, há sempre aqueles que acham q podem descartá-las)

* As nossas relações interpessoais tanto quanto, visto que as pessoas só servem umas às outras pelo fato de suprirem algo, seja financeiro, afetivo ou a necessidade de auto afirmação. E quando estas deixam de reperesentar o papel de "supridores" são fácilmente substituídas.

Ninguem é isento de ser descartado...temos q conviver com essa realidade.
Se não temos o poder de descartar, infelizmente temos que aceitar o fato de que quem tem, vai fazê-lo, e que muitas vezes, só vc vai enxergar a palhaçada que fizeram!

Enfim, respondendo ao título do post, minha opinião é a seguinte: Não podemos decidir se seremos descartáveis ou não, a dura realidade é que quem está "acima" de vc é quem decide. É um fato!!

Mas tem pessoas, que são descartadas mas jamais podem ser substituídas, no final das contas é isso que vale!

Mas eu ainda sou a favor da revolução..
Nós estando ou não em posição de líderes, temos sim, o direito brigar pela valorizãção do que somos, e se não reconhecem, que a luta se faça armada... nem que a arma seja a nossa própria voz...!!!! Abaixo a ditadura!

Lucas Vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas Vieira disse...

Pois é cara, ele não foi o primeiro nem o último, o sistema de "pistolão" hoje em dia é evidente, e muitos ainda pensam como "o patrão" aí, é uma pena, mas a cada dia a humanidade me surpreende.E quanto ao futuro, eu não sei, duvido muito que o ser humano mude, falta humildade entre os seres humanos, enquanto não formos justos e olharmos para o próximo, não teremos um mundo melhor.